Processo de purificação

by Amargo

supported by
/
  • Streaming + Download

    Includes high-quality download in MP3, FLAC and more. Paying supporters also get unlimited streaming via the free Bandcamp app.

      name your price

     

1.
04:49
2.
04:01
3.
04:31
4.
03:43
5.
02:03
6.
03:55
7.
05:05

credits

released January 1, 2015

Instrumentos, letras e vocais por Victor "Oguh" Ramos.

Agradecimentos: "Gostaria de prestar minhas lembranças a pessoas como Guilherme Sarmento e Raphael Mandra (Dosanjos, Kovtun, Suínos etc), que me ajudaram quando busquei orientação quanto a alguns aspectos na instrumentação deste projeto, além de Nilo Vieira, que me ajudou com a divulgação de outros trabalhos e terminou por me trazer umas ideias com os papos que batemos. Bandas/hordas como Burzum, Celtic Frost, Darkthrone, Dosanjos, Hellhammer, Mystifier, Paysage D'Hiver, Sarcófago etc recebem, também, o meu devido respeito."

Selo: Ad Eternum.

tags

license

about

Amargo Brazil

contact / help

Contact Amargo

Streaming and
Download help

Track Name: Parte 1
Buscando uma finalidade
Um sentido para a existência
A hora certa para dar-se conta do nada
Uma maneira dolorosa de descobrir o que é a vida

Nascer já destinado para morrer
O inevitável que atormenta
O contentamento com o pesadelo
A criação de entidades míticas
Uma forma de alcançar a imortalidade
Por meio de fantasias

A verdade é desconhecida
E a escuridão não passa
Como uma grande perda
O dia se transforma em pó

Nossas vozes irão se calar
Nossa carne irá ser consumida
Os vermes irão se fartar
Nossa alma adormecerá com nossa consciência
Track Name: Parte 2
Não verás além do que a terra que te cobre
A natureza cobra o preço de seus frutos
Servirás de adubo para as árvores
E da tua morte a vida renascerá

Só um sopro, um tempo mais um medo
A vida se constrói pela decomposição
O nascimento do fascínio do homem pelo sangue
Toda forma de vida será atravessada pela lâmina

Só mais um sopro
Track Name: Parte 3
Batalhas presenciei
De sangue me banhei
Em busca de juventude
Para a mente

De nada adiantou...

Algumas rosas brancas foram tingidas
Outras secaram e caíram
E com elas a minha alma
Assim minha carne apodreceu

O tempo mostrou não ser meu aliado
Como fogo, destruiu tudo ao meu redor
Só me restou a solidão, o desprezo
O ódio...

"Basta me dar sua mão
Não lhe deixarei em solidão
Tuas lágrimas já se secaram
Assim como tua alma"
Track Name: Parte 4
Apedrejado pelos meus pecados
A sentença foi executada
"Aquele que nunca pecou que atire a primeira pedra"
Grande merda! Apenas um conto de fadas

A mão que te estendem
A mão do carrasco!
O pecado que te condena
A mão do carrasco!

Apenas um pé no lugar da mão
Uma pisada para garantir a queda
Uma viagem sem volta ao abismo
Condenado por justa causa
Track Name: Parte 6
Cegueira por consciência
Negar o que o espelho afirma
Testemunhar a face de um monstro
Temer o que o reflexo revela
A fome em nossos olhos

A fome em nossas caveiras
O maior medo de nossas almas
A impossibilidade de uma inveja
A coragem de Narciso
A fome em nossos olhos
Track Name: Parte 7
Céu escuro
Vejo luzes
A escuridão é um mero detalhe
Os feixes tomam formas sólidas
Sobrevoam a minha mente
A voz flutua sobre minha audição

Cabeça inclinada
Respiração lenta
Os sentidos estão mais aguçados
Tenho a visão de que tudo isso vale a pena
Um sorriso mecânico para um momento
Um prazer traduzido pela alma

O corpo quer gritar
Mas não consegue